O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) ampliou o Calendário Nacional de Vacinação com a introdução da vacina Papilomavírus Humano (HPV) quadrivalente (tipos 06,11,16 e 18) no Sistema Único de Saúde (SUS).

Cumprindo esses passos, a partir do dia 10/03/2014 acontecerá a incorporação da vacina HPV no calendário da adolescente de 11 a 13 anos como estratégia de saúde pública para reforçar as atuais ações de prevenção do câncer do colo do útero.

O esquema completo de vacinação para garantir a imunização é composto de três doses, no entanto, o Ministério da Saúde adotou o esquema estendido com a 1ª dose sendo aplicada com menos de um ano de idade, a  2ª dose seis meses depois, e 3ª dose após cinco anos da primeira dose.

Para atender ao maior número de meninas atendidas e ter uma boa cobertura vacinal, em Conselheiro Lafaiete, a primeira dose será administrada nas escolas e as demais na Unidade de Vacinação e Estratégia Saúde da Família (E.S.F.s) a partir do dia 10 de março.

Para serem vacinadas as meninas deverão ter a autorização assinada dos pais. Um formulário está sendo entregues a elas.

Sobre o HPV

Sigla em inglês para Papilomavírus Humano (Human Papiloma Vírus – HPV). Os HPV são vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, dos quais 40 podem infectar o trato genital. Destes, 12 são de alto risco e podem provocar câncer (são oncogênicos) e podem causar verrugas genitais.

O HPV pode ser classificado em tipos: baixo e de alto risco, se não tratado adequadamente desenvolve-se o câncer de colo do útero.

Com a introdução da vacina contra o HPV, o Programa Nacional de Imunizações possibilitará, nas próximas décadas, prevenir o câncer de colo do útero, que representa hoje a segunda principal causa de morte por neoplasias entre mulheres no Brasil.